This is a print version of story Fui comida no ônibus by bukkub from xHamster.com

Fui comida no ônibus

Oi, meu nome é Larissa. O que vou contar agora aconteceu quando estava viajando para a casa de uma tia no RS. Sempre tive um corpo bem desenvolvido, com 1,65m de altura,magra,seios médios, assim como o bumbum, cabelos loiros e olhos verdes, e pele bem clarinha, heração da minha origem alemã.
Comprei a passagem para a noite (era a única que tinha), e embarquei na minha cidade natal, Londrina. A viagem teria várias paradas, então levei meu iPod para ouvir, e liguei assim que encontri minha poltrona, que ficava no corredor, o assento da janela estava vazio. Devo ter cochilado por que um tempo depois fui acordada com alguém me cutucando. Era um rapaz, cabelos castanhos, assim como os olhos, e mais ou menos 1,80 de altura, tão lindo que fiquei até sem voz. Ele pediu se eu poderia dar passagem para ele sentar, na poltrona ao lado da janela, encoli as pernas e ele passou com alguma dificuldade por causa do seu tamanho. Comentei que devia ser um pouco desconfortavel viajar de ônibus tendo o tamanho dele, ele riu e concordou. Começamos a conversar de maneira animada sobre diversas coisas. Como as luzes estavam apagadas tive que usar a luz do celular para pegar bala na minha bolsa, tive que me erguer na ponta dos pés, porque a bolsa tinha deslizado pro fundo, vendo minha dificuldade Matheus (esse era o nome dele), levantou pra me ajudar, ficando atras de mim e por causa do corredor estreito ficamos coladinho um no outro, percebi que ele demorou um pouco mais pra pegar minha bolsa e se esfregou um pouco em mim, senti aquela pau duro nas minhas costas e fiquei molhada imediatamente. Agradeci quando ele me entregou a bolsa e voltamos para nossos lugares, fingindo que não tinha acontecido nada. Acabei cochilado denovo, quando acordei percebi que a saia jeans que eu estava usando havia subido até o topo das minhas coxas, me endireitei e olhei para o Matheus, que me encarava fixamente e disse baixinho para que os outros passageiros não ouvissem que eu tinha pernas muito bonitas, fiquei um pouco sem graça, mas sorri. Ele tocou meu rosto, passou a mão por tras da minha nuca e me puxou para um beijo, correspodi na hora abraçando ele, e deixando que introduzisse a lingua na minha boca. Matheus tinha um beijo dominante e me deixou sem folego, percebi quando ele escorregou uma mão para a minha cintura e depois subiu roçando a lateral do seio. Eu que já não era inocente saquei onde aquilo ia parar, virei o corpo na direção dele para que assim tivesse mais acesso aos meus peitos, ele não se fez de rogado e enfiou a mão por baixo da minha blusa, levantando o sutian e cobrindo meu peito com a mão e apertando o biquinho que ficou duro na hora, meu gemido foi abafado pelo beijo que ainda trocavamos. Excitada também coloquei as mãos por baixo da camiseta dele, sentindo os músculos trabalhados e arranhando sua barriga. Ele desceu uma mão até a minha coxa e a puxou pra cima da perna dele, ergueu minha saia, e encontrou minha calcinha ensopada. Interrompeu o beijo e falou no meu ouvido:
- "Tá toda molhadinha Larissinha, quer que eu foda você?" - "Sim", respondi mordendo o labio para não emitir nenhum som, porque justo nesse momento ele empurrou minha calcinha de lado começou a brincar com meu grelinho. - "Hum, mais você ainda não está molhada o suficiente pra mim, Larissinha, vou ter que dar um jeito nisso". Ele começou a apertar meu clitoris com o polegar enquanto enfiava um dedo no meu buraquinho. Mordi o estofamento da poltrona para não gemer alto. Matheus nem se preocupou, colocou um segundo dedo dentro de mim e acelerou o ritmo. Com uma contração do meu corpo e um aperto mais forte no meu botão gozei. Ele tirou os dedos, e pude ver pela escassa luz q entrava pela brechinha da cortina ele os lambendo. Aquilo me deu mais tesão ainda. Abri o ziper da calça dele e tirei para fora seu pênis, não podia ver muito porcausa do escuro, então o tateei e fiquei surpresa, era muito comprido e grosso, com a ponta arredondada e úmida, e estava completamente duro. Fiquei na dúvida, será que eu aguentaria, já que o unico cara com quem tinha transado era um ex-namorado não muito bem dotado. Sem me dar tempo pra pensar Matheus tirou minha calcinha e me puxou pro colo dele, sentei escarrachada, a saia subiu até minha cintura, e minha buceta ficou encima do pau dele, nos beijamos novamente, enquanto ele colocava as mãos nos meus quadris e me ajudava a posicionar o pênis dele na entrada da minha buceta. Desci e comecei a precionar para entrar, tive dificuldades por causa do tamanho dele, mas depois de algum trabalho a ponta entrou. - "Calma, vamos devagar..., isso..assim, me engole todinho". Matheus me ajudava a colocar tudo com cuidado, pois percebeu que eu estava sentindo um pouco de dor ao sentir ele abrindo e esticando meu canal, de maneira que pensei que ia rasgar, depois do que pareceu um tempão, nossas virilhas se tocaram e senti a cabeça do pau dele precionando meu útero de um jeito um pouco desconfortavel. -" Que xaninha apertadinha." ele gemia no meu ouvido. - "Vou foder você gostoso agora". E começou a me levantar e abaixar na pica dele, aos poucos o desconforto foi passando e comecei a cavalgar podendo aproveitar todo o prazer que aquele cacete me dava. Nossos gemidos eram abafados por nossos lábios, já que não podiamos correr o risco de acordar ninguém. Fomos acelerando o ritmo, eu delirava como uma cadela no cio enquanto aquele pau me estocava, cada vez com mais força. Estava perto de gozar, até que numa estocada mais forte minha buceta contraiu e eu gozei muito, meus gritos abafados pela lingua do Matheus, que deu mais algumas enfiadas profundas. Senti o pau dele se contrair e tremer dentro de mim, ele enfiou até o fim e gozou, jatos de porra quentinha. Exausta cai contra ele, ambos ofegantes e sem vontade de se mexer, o cacete dele amoleceu, mas não tiramos, ficamos abraçados, eu beijando seu pescoço, enquanto ele acariciava meus cabelos e minha bunda. Só alguns minutes depois nos separamos e arrumamos para a próxima parada do ônibus.
Espero que tenham gostado, beijos.


Story URL: http://xhamster.com/user/bukkub/posts/135839.html